A produção da cachaça de alambique inicia-se na escolha do tipo de cana de açúcar que melhor irá se adaptar ao clima e solo da região ou fazenda. Com a escolha correta, é possível obter maior rendimento e qualidade no produto. Assim, a Cachaça Batista estudou e planejou o canavial por vários anos antes de iniciar sua fabricação. Na moagem é feito o preparo do caldo para ser fermentado. A etapa de preparação envolve a limpeza da cana de açúcar, moagem, decantação, filtração e diluição do caldo. Feito isso, inicia-se a etapa da fermentação, período em que todos os compostos aromáticos e peculiares da cachaça de alambique são formados. É a alma da produção da cachaça!

O corte da cana de açúcar é feito manualmente. Não há queima, pois além de ser condenável ambientalmente, prejudica bastante a qualidade da fermentação e, claro, do destilado. O corte da cana de açúcar segue rigorosamente os horários predeterminados, pois o tempo entre o corte e a moagem deve ser o menor possível.

canas_cachacabatista
producao_docas

O fermento utilizado é natural da própria região de cultivo e não possui adição de qualquer produto químico. Assim, a identificação da Cachaça Batista será mantida. Após a fermentação, que ocorre em ciclos de 24 horas, o caldo fermentado (chamado de vinho) é limpo novamente antes de seguir para a destilação em alambiques de cobre.

A destilação é feita separando criteriosamente as frações de “cabeça”, “coração” e “calda”. A cabeça e a cauda são separadas e redestiladas em coluna para a produção de álcool combustível. O chamado “coração”, parte nobre do destilado e livre de contaminantes e impurezas, segue para o armazenamento. Ele é feito em tanques de aço inox e em tonéis de madeira, carvalho e jequitibá. A qualidade do destilado será aprimorada após um certo período de armazenamento. Mesmo em tanques de aço inox, a cachaça sofre interações que melhoram o aroma e sabor com o passar do tempo.

Quando a cachaça estiver pronta para o consumo, ela será padronizada em lotes, antes mesmo de ser engarrafada. Para isso, é feito um criterioso estudo e também diversas análises laboratoriais de cada tanque.
O intuito é manter a identidade e qualidade da Cachaça Batista ao longo do tempo. Por fim, a cachaça padronizada é filtrada e engarrafada em ambiente totalmente limpo e fechado, sem contato externo, seguindo os padrões exigidos pelos órgãos competentes.

Todo o processo de fabricação segue rigorosos critérios de higiene e de qualidade, sempre com a colaboração de um profissional especializado. Tudo é feito artesanalmente, em equipamentos fabricados em aço inoxidável. Além disso, todos os resíduos da produção (bagaço, água da limpeza da fábrica e vinhoto) são reaproveitados. Nada é descartado, pois a Cachaça Batista se preocupa com o meio ambiente e como desenvolvimento sustentável.

alambique_cachacabatista